Réquiem para um Punk

02:55 Lauana Buana Fidêncio 1 Comments



E no entanto, estais morto...
tão morto quanto uma sequoia imensa
seca à beira da eternidade,
como um entrave que eras
ao bom andamento
dos dias de semana

E no entanto, em mim,
alguma coisa morre,
de tempos em tempos,
ao lembrar teus galhos
para sempre perdidos no silêncio
soterrados sob cinzas úmidas e rimas dissonantes
nunca resgatadas dos bancos pálidos das praças.

1 comentários:

Velharia disse...

Faz bem você com muitas palavras.