In Media Res

18:08 Lauana Buana Fidêncio 0 Comments



O teu amor é mão 
a me roubar as metáforas
e língua a me quebrar
in media res 

O teu amor é noite 
a me assombrar as cismas
e sombra de ciprestes a vicejar
o musgo entre minhas clarividências

E eu, amada e vazia, resto
apenas poalha amornada aos longes 
pelas candeias duma glória 
abandonada sob rascunhos...



0 comentários: