Ridendo Castigat Mores

23:07 Lauana Buana Fidêncio 0 Comments




Então, crês que não se pode rir das desgraças evidentes da raça?! Defende os bons sentimentos, o bom agir das frases perfeitamente pensadas?! Nada de troça, de piada, de duplo sentido? Viver em guarda contra o machismo e os maus sentimentos do cotidiano?!
Ser intelectual de causa e carreira, ser a própria definição de engajamento? Ser gente direita, o que significa, por supuesto ser de esquerda, de esquerda não!, de ultraesquerda-radical-populista-ludista-proletária do Outubro Vermelho?! Ser sensível aos anseios das minorias, reciclar o lixo, comer alimentos orgânicos, não pisar nas formigas, ser sorridente, compassivamente presente, de afoitos radicalismos políticos?

Então me julgas um traste insuportavelmente alienado e cruel porque me rio de suas vanguardas?! Sério?! Mas, eu já fui você um dia sabia, é claro que com menos ênfase, nunca me dei bem com militâncias! Além do mais, devias conceder ao resto de nós um voto de confiança, afinal, não podemos ser todos imbecis mal-intencionados nascidos apenas para atravancar o brilhante desarrolho da sua revolução social. Não somos todos de direita-machistas-ignorantes-ignóbeis-insensíveis só porque fazemos troça da realidade!

Não somos mulheres escravizadas por uma mentalidade paternalista só porque nos permitimos rir de tudo isso! Aliás, o que geralmente falta à gente de militâncias e convicções arraigadas como tu é a maleabilidade de pensamento, é un je ne sais quoi de literatura! Vá lá, faça uma piada de humor negro, ria da desgraça da tua condição, lembre-se da grande máxima de um grande homem: ridendo castigat mores!

Em verdade, não existe muito que se fazer além disso.

0 comentários: