Cacos de Porcelana

22:29 Lauana Buana Fidêncio 0 Comments



Matei umas duas metades de mim, só para estar hoje aqui...
E o que fazer com o arremedo que sou agora, à porta do presente?
As partes quebradas já não colam, e fazer brotar em mim algo que seja inteiro, maciço e puro
parece tão impossível quanto viajar no tempo.

Que fazer com tantas contradições quando a vida exige a exatidão de um dardo infalível?
Que fazer com perguntas que de antemão sei sem respostas?
Que fazer comigo, sendo eu o que sou?

Será que há em algum canto do Google alguma resposta que me caiba neste latifúndio de caos e incertezas?

Creio que não, mas, ainda assim, hei de procurar por uma resposta, mesmo que não haja nenhuma à disposição.



0 comentários: