Águas Pluviais

01:27 Lauana Buana Fidêncio 0 Comments



Sempre me lembro de uma frase do velho Braga que diz: "fiquemos calmamente à superfície". Acho isso de uma inteligência tão brilhante, descomplicada e profunda, que só mesmo o Rubem sabia alcançar.

E afinal, num é esse o grande segredo da coisa toda, esse ficar à superfície? Esse não naufragar nas inextrincáveis complexidades verticais?

No fim, a cortiça boia e o peso reflexivo das minhas ideias maduras, de gente que pensa sobre tal e qual, afundam...

Fale alguma coisa bonita meu amor, preciso completar o raciocínio aqui:

__ Milk shake?!
__ Sim, milk shake está ótimo, amor...

Está ótimo, como estão ótimas tantas coisas, como está ótimo o tempo, o preço da maçã, o enferrujar das gruas do cais do porto, o voltear das gaivotas, o pio da coruja, o índice de precipitação pluviométrica, o preço da tonelada do aço, o custo-benefício do Marlboro, está ótimo, como estão ótimas tantas coisas que estão aí encrustadas sobre a superfície do mundo.

No fim, as leis da física hão de concordar com a conclusão filosófica: boiar há de ser melhor que naufragar, ainda que metaforicamente falando...



0 comentários: