Penélope continua tecendo a mortalha do eterno retorno

18:09 Lauana Buana Fidêncio 1 Comments

.
.

O poeta colocou sua melhor armadura
e saiu para o dia

O poeta voltou em frangalhos,
voltou moça rôta
e deflorada...

E à noite, diante do espelho,
o poeta cético e sem comunhão
rezou para que Deus lhe desse forças

Para suportar o outro dia,
aquele que viria

Viria inelutavelmente...

1 comentários:

Dom Veronezi disse...

shhhhhhoooooowwwwwwwww!!!!!! =] oc so me dá alegria!! kkkkkkkkkk bjossss