Soror Escritor III

12:25 Lauana Buana Fidêncio 0 Comments



Depois de anos de silêncio ela quase que podia ouvir dentro de sua cabeça o sussurro seco do deserto, o marulho nas pedras e o salgado farfalhar das enrodilhantes escumas, jurava mesmo que podia ouvir aquela sinfônica de grilos no adagioso ato de aceitar o escuro da noite lá naquele mais recôndito brejo das Gerais...

Ah sim! O silêncio tinha lá suas compensações.

(Ou isso nada mais era do que a inábil tentativa de justificar seu deficiente modo de estar no mundo, na vida, na fila do supermercado, na quermesse ou na feira de passarinhos duma daquelas cidades lá do interior do Maranhão? __ estamos abertos a interpretações folhetinescas; lacanianas; matemáticas ou retóricas.)

0 comentários: