Eva fumava Marlboro III

23:44 Lauana Buana Fidêncio 3 Comments




Creio que se o pássaro soubesse que lançar-se ao primeiro vôo havia de obrigá-lo a viver nas alturas ele se esconderia no ninho por mais tempo...

3 comentários:

às avessas disse...

KamiKi, estou agradavelmente espantada. A sua verve é muito, muito contemporânea, seu ritmo lacinante, sua voz chicoteia. Adorei, principalmente as gotas amargas pós-modernas, pós-nada, pós-tudo. Grande escritora!

Visita lá!!!

http://pollyannameudiario.blogspot.com/

Velharia disse...

O bom de voar e que pode-se viver fora da sujeira do ninho, sujeira que o proprio criou, o voo faz o sangue ser/correr vivo a ponto de nos tornar mais sabios e assim menos causadores de males. O bom de voar é ler poemas como esse e sentir-se bem.